Somos três sócios sem qualquer relação familiar. Os nossos filhos começam agora a desejar integrar o negócio. Será que vamos enfrentar os mesmos desafios de uma empresa familiar. O que fazer?

A situação descrita pode ser caracterizada por uma empresa multifamiliar; ie, uma empresa cujo controlo acionista e da liderança é assumida por mais do que uma só família.

A dúvida transforma-se numa autêntica afirmação: vão certamente enfrentar os mesmos desafios de uma sociedade familiar, afetados por um fator exponencial das três famílias em apreço!

Nesta situação, o mais aconselhável é a empresa definir previamente um protocolo de governo empresarial familiar. Na sua essência trata-se de um protocolo familiar sem a componente da “gestão” das famílias empresárias e sem a sua participação no processo do seu desenvolvimento.

Assim, os atuais sócios e gerentes devem definir um conjunto de regras associadas a:

  • Perfis, recrutamento, seleção cessão contratual de familiares na empresa;
  • Políticas de avaliação de desempenho, desenvolvimento de carreira e remuneração;
  • Regulamentos de competência dos gerentes e, em especial, dos processos de tomada de decisão (individual e conjunto), em especial os relativos aos familiares;
  • Definição clara do tratamento (normal ou privilegiado) que estes potenciais trabalhadores terão, comparativamente aos restantes;
  • Uma formação aos filhos relativamente às particulares especificidades da empresa, das pessoas e o que se (não) espera da parte deles.

Este processo deve ser desencadeado e terminado antes da entrada de um qualquer dos vossos filhos pois, após o primeiro caso, todos os outros desejarão um tratamento no mínimo igual ao primeiro.

Não se pense que esta situação é uma ameaça à empresa, antes pelo contrário, é uma oportunidade de prepararem a sua continuidade com pessoas de confiança, responsáveis, excelentes profissionais … ou então barrar-lhes o acesso à participação em algo para o qual não estão devidamente talhados.

 

Nota: Este texto faz parte da coluna “Empresas Familiares – Perguntas e Respostas“, publicada no jornal “Metal” de 30 de outubro de 2016

Sócio consultor da efconsulting e docente do ensino superior.
Especialista na elaboração de Protocolos Familiares, Planos de Sucessão, Órgãos de Governo, tendo acompanhado numerosas Empresas e Famílias Empresárias.
Autor de livros e centenas de artigos relacionados com Empresas Familiares.

Tags: , , , , , ,