As Empresas Familiares atuam em todos os Setores de Atividade Económica e dispersas por toda a região norte.

Os negócios de origem familiar sempre foram muito associados a atividades suportadas em recursos de origem na família e mais ligados aos setores primários, indústria e, com a agregação de núcleos populacionais, ao comércio.

O estudo “Empresas familiares da Região Norte: Mapeamento, Retratos e Testemunhos”, apresentou como um dos pontos fortes das empresas familiares a sua atuação transversal aos distintos setores de atividade económica.

Uma análise mais detalhada dos dados evidencia uma concentração em nove setores de atividade económica (que agrega mais de 90% das entidades):

  • uma concentração superior a 53% em três nos setores: Comércio (grosso e retalho) e Reparação de Veículos (26,6%); Indústria Transformadora e Construção (em conjunto 27,3%);
  • os quatro seguintes setores possuem uma distribuição muito equivalente, na casa dos 7% e dedicados essencialmente à área de serviços: Consultoria; Imobiliária, Saúde e Apoio Social e Alojamento e Restauração;
  • o setor primário ligado à Agricultura e Pescas representa 3,5% das empresas.

 

Independentemente da distribuição percentual, o que é de ressalvar é a capacidade de as sociedades de origem familiar surgirem em qualquer ramo económico com o espírito de resiliência.

 

Em 1956, Manuel Coutinho constitui-se como agente da marca automóvel Ford. Os anos seguintes caraterizam-se pela obtenção de novas concessões: Morris, Peugeout, Toyota, Mitsubish. Na década de 1980 alargam a concessão aos tratores (Fiat, Kubota) e assiste-se a novas entradas, nomeadamente em áreas geográficas fora do Porto.

Nos anos 90 assiste-se à autonomização de áreas de negócio, surgindo por exemplo a MCoutinho Tratores, a MCoutinho Reparações e o negócio de Peças Originais; à criação da Couticrédito dedicada ao financiamento e seguros; à aquisição de diversos concessionários com especial relevo para a zona norte.

O continuado crescimento de empresas, áreas de negócios, concessões, etc. leva a uma reestruturação do grupo no início do Séc. XXI, surgindo aos 62 anos como “a expressão empresarial de uma vocação de serviço e de uma visão com futuro. … presentes nos mais relevantes distritos nacionais com uma ampla oferta de serviços:

  • 43 Pontos de Venda de viaturas novas e 8 de usadas
  • 67 Reparadores Autorizados e 22 Oficinas
  • 8 centros de colisão e 2 logísticos de peças.

Aquando do lançamento do livro do 50º aniversário, Manuel Coutinho fez uma intervenção, acompanhado dos netos, onde salientou “Deposito neles a esperança da continuidade no futuro. Acredito que estão preparados para poderem cumprir essa missão com maior êxito”.

Faleceu em 2015, deixando um enorme legado à vasta Família: cinco filhos, onze netos e dois bisnetos, a quem desde cedo transmitiu e partilhou um empreendedorismo inabalável e a paixão pelos negócios.

Temas para Reflexão:

  • Devemos concentrar-nos na atividade económica que dominamos?
  • Que fatores nos levam a ponderar o alargamento a outros setores de atividade?
  • O alargamento deveria ser para atividades correlacionadas ou distintas do setor atual?

CEO da efconsulting e docente do ensino superior.
Especialista na elaboração de Protocolos Familiares, Planos de Sucessão, Órgãos de Governo, acompanhando numerosas Empresas e Famílias Empresárias.
Orador em seminários, conferências e autor de livros e centenas de artigos relacionados com Empresas Familiares.

Tags: , , , , ,