À família empresária é comum associar-se uma política deliberada de reduzida partilha de informação, em especial com o meio envolvente.

O estudo da Atrevia (Os valores e a comunicação na empresa familiar) inquiriu os seus participantes relativamente às suas normas de partilha de que informação e com quem.

12Apesar de se apresentarem 9 tipologias de informação, as respostas relativas à sua partilha com 5 distintos e potenciais destinatários foi muito idêntica:

  • Com os familiares sem os respetivos cônjuges: + 50%
  • Só com acionistas: + de 30%
  • Com os fundadores: + de 10%
  • Com familiares a trabalhar na empresa: próximo de 10%
  • Só com familiares que não trabalhem na empresa: praticamente nenhuma.

Uma leitura simplificada destes dados parece reforçar o axioma de a família empresária não ser muito aberta a passar informação aos familiares não consanguíneos (cônjuges ou equiparados). Parecendo um paradoxo, nem as oportunidades de trabalho são divulgadas diretamente aos familiares que não trabalham na empresa, apesar de que eles poderiam ser dos principais interessados nessa mesma informação.

A 24/11/2017, a Sonae emitiu um comunicado relativo a “Transação de Dirigente”, remetido à CMVM

A Sonae informa, ao abrigo do número 8 do artigo 14.º do Regulamento da CMVM n.º 5/2008, que Maria Cláudia Teixeira de Azevedo, membro do Conselho de Administração da Efanor Investimentos, SGPS, S.A., sociedade dominante desta Sociedade, comunicou, nos termos e para os efeitos do disposto no artigo 248.º-B do Código dos Valores Mobiliários e no número 1 do artigo 14.º do citado Regulamento da CMVM n.º 5/2008, ter alienado, através da sociedade por si dominada Linhacom, SGPS, S.A., no dia 22 de novembro de 2017, 250.000 ações da Sonae – SGPS, S.A..

Esta transação foi realizada dentro do mercado regulamentado (Euronext Lisbon) ao preço unitário médio de € 1,030231. Após esta transação, passam a ser-lhe imputados os direitos de voto relativos à detenção direta de 377.318 ações nesta Sociedade, e, nos termos do artigo 20.º do Código dos Valores Mobiliários, à detenção indireta, de 189.314 ações, através da sociedade por si dominada Linhacom, SGPS, S.A..

Temas para Reflexão:

  • Que informação devemos passar aos principais stakeholders da empresa?
  • Existe alguma informação que deveria ser passada na sua génese aos membros da família?
  • Que informação deve ter um tratamento diferenciado, quer a nível de conteúdo quer de timing de divulgação?

 

CEO da efconsulting e docente do ensino superior.
Especialista na elaboração de Protocolos Familiares, Planos de Sucessão, Órgãos de Governo, acompanhando numerosas Empresas e Famílias Empresárias.
Orador em seminários, conferências e autor de livros e centenas de artigos relacionados com Empresas Familiares.

Tags: , , , , , , ,