Os valores da família influenciam o estilo de comunicação externa da empresa familiar que controlam.

É natural que o estilo de comunicação duma empresa familiar seja influenciado pela família proprietária. Se associarmos o nosso nome ou o rosto de uma ou mais pessoas da família à empresa, é expectável desejarmos definir algumas linhas delimitadoras relativas à forma de comunicação da sociedade.
O estudo da Atrevia (Os valores e a comunicação na empresa familiar) perguntou aos participantes se consideravam que o estilo de comunicação das suas empresas era influenciado pelos valores da família.
Cerca de 2 em cada 3 respostas consideraram ser muito ou mesmo total essa influência. Somente cerca de 9% atestaram não existir qualquer relação.
Ao recorrer a elementos que liguem a família à comunicação da empresa, esta associação será tanto mais positiva quanto maior for o prestígio ou consideração que a família tiver no seu contexto de influência.

Inversamente, se essa relevância passar para um pendor negativo, esse impacto far-se-á sentir de igual forma (ou mesmo com maior intensidade).

A mesma relação de influência positiva ou negativa ocorre do lado da família, conforme a imagem percecionada sobre a empresa seja também ela favorável ou desfavorável.

Neste contexto é muito relevante que esta influência seja devidamente ponderada e que atuações sobre os principais cenários de potenciais ocorrências, positivas ou negativas, sejam devidamente preparadas.

A Casa Ermelinda Freitas é um exemplo singular de empresa familiar: o género feminino tem assumido a sua liderança ao longo das várias gerações. Deonilde Freitas iniciou a sociedade em 1920, tendo-lhe sucedido Germana e depois Ermelinda – quem dá o nome à marca e que assumiu, por falecimento do seu marido Manuel Freitas, a condução da empresa com o apoio da sua filha Leonor.

Foi esta 4ª geração que, aproveitando a aposta na qualidade das vinhas e dos vinhos das suas antecessoras, levou a empresa a lançar marcas próprias.

A partir de Fernando Pó (Palmela), os mais de 400 hectares de vinha permitem colocar no mercado diversas marcas de vinho, que já alcançaram centenas de prémios nacionais e internacionais, sendo que muitas delas levam o nome de familiares ou apelido da família (Dona Ermelinda, Casa Ermelinda Freitas, Dom Freitas, M.J. Freitas, …).

Esta linha de nomeação das marcas, a sobriedade do site, o fantástico edifício da adega e a casa de Memórias e Afectos Ermelinda Freitas, são marcantes exemplos do fio condutor e congruente da influência da família na comunicação externa da sua empresa familiar.

A 5ª geração inclui os filhos de Leonor, João e Joana, assegurando esta última a continuidade feminina da particular sociedade familiar de vinhos que mantém o apelido da sua família fundadora.

Temas para Reflexão:

  • De que forma é o estilo de comunicação da empresa influenciado pela nossa família?
  • Se existir alguma ocorrência negativa do lado da família, como deve atuar a empresa?
  • A família, em especial a que não trabalha na empresa, está preparada para lidar com as potenciais influências com origem no negócio?

 

Sócio consultor da efconsulting e docente do ensino superior.
Especialista na elaboração de Protocolos Familiares, Planos de Sucessão, Órgãos de Governo, tendo acompanhado numerosas Empresas e Famílias Empresárias.
Autor de livros e centenas de artigos relacionados com Empresas Familiares.
Tags: , , , ,